domingo, 1 de dezembro de 2013

Não perceber o comercio é não saber viver a sociedade.

O comércio não é multidão, eventos ou festas mas sim vida e dinâmica social.

Para que o comércio seja um fator de crescimento económico e gerador de riqueza tem que saber  ler a sociedade que o rodeia. E para isso é necessário de ter uma politica de ajustamento e crescimento contínua, repartida entre a autarquia - empresarios  do setor e a sociedade no seu todo.

As associações, que o representam, têm que saber estar no terreno e perceber o que " o seu cliente" necessita para se ajustar a esta nova realidade, sempre assim foi e sempre assim será. Uma politica construtiva e assertiva de forma a ser impulsionadora da dinâmica individual dos  agentes que compõem essa multifacetada organização que se chama comércio. Só assim se consegue a tão chamada reforma estrutural de um setor que se deixou ultrapassar pelo tempo e pelas novas tecnologias, a nova era digital não é um inimigo do comércio tradicional mas sim uma nova ferramenta de oportunidades. Se não soubermos onde e como vivemos como poderemos saber de que necessitamos?

O Comércio tradicional somos todos nós.